Marraquexe – dicas para sobreviver

Em Marraquexe, vivemos um misto de sensações que nos proporcionam momentos muito bons e outros nem tanto assim… Sem dúvida que se trata de uma cidade de contrastes e onde as diferenças culturais são evidentes. Após a minha visita à cidade venho partilhar contigo algumas dicas para sobreviveres a esta cidade.

praça marraquexe dicas para visitar

Muito cuidado ao atravessar a rua

Seja numa rua principal ou numa ruela com menos de um metro de largura, é preciso ter sempre muito cuidado. As motas, as bicicletas e os carrinhos de mão andam por todo o lado e não param. Quem tem de parar é quem anda a pé pois, caso contrário, corre o risco de ser atropelado.

Não te deixes levar pelas cobras e macacos

Na praça Jemna El Fna, há imensas demonstrações com cobras e macacos. Os donos dos animais estão constantemente a tentar colocá-los nas pessoas. Evita esta situação porque eles só os tiram de ti depois de uma gorjeta bem choruda.

Sempre marralhar antes de comprar

Tudo em Marraquexe é negociável. Nunca compres nada sem marralhar pois, normalmente, consegues reduzir um ou dois zeros à tua conta. Já para não falar que ir a Marraquexe e não negociar preços é a mesma coisa que ir a Roma e não ver o Papa.

Cuidado ao fotografar

É muito importante teres cuidado ao fotografar pois os marroquinos odeiam ser fotografados. Podes nem estar a fotografá-los mas, se eles acham que estão a ser fotografados, dirigem-se a ti com alguma agressividade para se certificaram que apagas as fotos.

Não te assustes com a reza

Em Marrakesh, reza-se 5 vezes por dia, sendo que 2 vezes são de madrugada. Imagina o que é estares a dormir e de repente ouvires vozes em árabe… É um bocadinho assustador porque não percebes o que está a acontecer.

Os pratos são sempre os mesmos

A comida marroquina é toda muito igual. Variam entre couscous, tanjine, harira (sopa), briouettes e pastillas. A bebida é sempre a mesma – chá de menta.

O euro é muito bem aceite

A moeda oficial é o dirham mas aceitam euros em todo o lado. Aliás, é comum pagar em dirham e receber troco em euros e vice-versa.

O cheiro é muito intenso

Acredito que a maioria dos marroquinos não tome banho. O cheiro a suor é constante e, misturado com gasóleo na rua, dejetos dos cavalos, fumo da comida, cria uma mistura de cheiros muito desagradável. Por outro lado, o cheiro das especiarias e dos perfumes naturais é muito bom.

Os marroquinos são muito chatos

É preciso ter paciência para ir a Marraquexe. O objetivo de vida dos marroquinos é impingir coisas aos turistas e os exemplos são muitos: desde os empregados dos restaurantes que se atravessam à frente das pessoas para apresentar as ementas, os vendedores das souks que correm atrás dos turistas para tentar vender ou os “guias” de rua que querem mostrar locais que “só eles conhecem”.

marraquexe riad

Para além destas dicas, há outras que deves ter em conta, como, apenas beber água engarrafada, deixar gorjeta, não usar roupa demasiado curta e decotada, comprar um seguro de viagem, respeitar os hábitos e costumes locais e, muito importante, viajar com mente aberta e disponível para uma nova cultura.

Mariana

Já estás a pensar na próxima viagem?

Quando viajamos, aproveitamos sempre as melhores ofertas da Booking.com. É o nosso site preferido para encontrar os melhores preços! Não deixes fugir as promoções e faz a tua reserva através do nosso link. Dessa forma, estás também a dar-nos uma ajuda. Obrigada!


Gostas deste post? Então adiciona ao Pinterest!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos relacionados

Digite acima o seu termo de pesquisa e prima Enter para pesquisar. Prima ESC para cancelar.

Voltar ao topo
%d bloggers like this: