Um roteiro de cinco dias pelo Oeste de Portugal

Com uma luz única e um azul do céu sem igual, a região do Oeste de Portugal está repleta de surpresas e oferece um pouco de tudo. Museus, monumentos, gastronomia deliciosa com sabor a mar, lugares cheios de história e um dos melhores destinos de surf do mundo são alguns dos motivos que me fizeram visitar a região do Oeste.

Fiquem desse lado e embarquem comigo num roteiro de cinco de dias pelo Oeste de Portugal.

1º dia: São Martinho do Porto

Localizada no concelho de Alcobaça, a freguesia de São Martinho do Porto foi a primeira paragem da minha viagem.

Encontrei uma baía calma e linda, em forma de concha, ligada ao oceano por uma abertura estreita. O formato desta praia é incomum em Portugal e na Europa, tornando a sua beleza ainda mais única e especial.

sao martinho do porto
sao martinho do porto

O mar faz lembrar um lago pela sua água calminha, quase sem ondas ou com ondas muito pequenas. Uma vez que a água do mar é muito calma a temperatura da água torna-se agradável.

Para almoçar recomendo o restaurante Pesqueiro 25, cuja especialidade é o arroz de marisco.

Ao final do dia, deixei São Martinho do Porto e parti em direção ao meu alojamento na Lourinhã: The Maverick Surfvillas.

2º dia: Praia da Areia Branca, Lourinhã

O dia acordou com um sol quentinho e, por isso, fui até à Praia da Areia Branca. A praia é enorme e convidou-me a uma longa caminhada pelo seu areal sempre ladeado por enormes e bonitas arribas.

Esta praia é conhecida pelo seu mar agitado e, neste dia, não foi exceção. Esta agitação do mar torna esta praia um destino excelente para quem quer aprender e praticar surf ou bodyboard.

praia-da-areia-branca-lourinha-
praia da areia branca lourinha
praia da areia branca lourinha portugal

Para almoçar, sugiro a linda Pizzaria da Praia! Tipicamente italiana, um espaço muito bem decorado e com uma cozinha deliciosa.

Acabei por passar o resto do dia na praia, mas deixo algumas sugestões de locais que podem visitar na Lourinhã:

Museu da Lourinhã

Localizado no centro da vila, o Museu da Lourinhã possui a maior coleção ibérica de fósseis de dinossauros do Jurássico Superior e uma das mais importantes do mundo.

Igreja de Santa Maria do Castelo

Uma igreja com características góticas, sendo o templo mais importante do concelho, onde os fiéis oram a Santa Maria.

Centro de Interpretação da Batalha do Vimieiro

Este centro foi construído no local onde decorreu a batalha que pôs fim à Primeira Invasão Francesa. Quem visita o centro fica a conhecer, além do campo de batalha, o fardamento, o armamento e alguns documentos da época.

No final da tarde fui até Peniche e acabei por jantar por lá no restaurante Beira Mar.

3º dia: Dino Parque, Lourinhã

No terceiro dia da minha viagem à descoberta do Oeste, fui conhecer o Dino Parque: o fantástico mundo dos dinossauros na Lourinhã.

O Dino Parque é o maior museu ao ar livre em Portugal e conta com mais de 180 modelos de dinossauros à escala real e cientificamente comprovados. O parque está dividido pelos quatro períodos mais importantes da história da terra e da evolução da vida e tem ainda um percurso dedicado aos Monstros Marinhos.

A Lourinhã está fortemente ligada aos dinossauros pelos muitos vestígios encontrados, nomeadamente um ninho com mais de 100 ovos de dinossauros.

A visita ao Dino Parque é obrigatória para quem visita esta zona, e delicia miúdos e graúdos.

dino parque lourinha portugal
dino parque lourinha portugal
dino parque portugal

A visita ao parque tem a duração de cerca de quatro horas mas é possível passar lá o dia todo pois existem várias atividades para além da normal visita. Se fores com crianças, é possível que a visita dure mais algumas horas! O Dino Parque está equipado com vários espaços de piquenique com sombras e ainda um restaurante.

dino parque lourinha portugal

Depois de terminada a visita ao parque, voltei para o meu alojamento e fiquei na piscina durante a tarde.

Para jantar, fui novamente a Peniche e decidi experimentar o restaurante Onda Azul.

4º dia: Peniche

Depois de duas idas noturnas a Peniche, estava na hora de conhecer a cidade durante o dia. A principal atração de Peniche é a praia, sendo que se destacam a praia do Baleal e a praia de Supertubos. A última é a mais conhecida da cidade a nível nacional e internacional, pelo facto de ter excelentes condições para a prática de surf e bodyboard.

A maior parte do dia foi passado na praia, mas reservei algumas horas para dar a volta à península e para me perder nas paisagens de filme que por lá se encontram. O local de maior destaque é o Cabo Carvoeiro com uma paisagem incrível, rica em falésias e com o Arquipélago das Berlengas ao fundo.

peniche
peniche portugal
farol peniche portugal

No regresso ao alojamento, fiz uma paragem na praia de Paimogo. Esta praia é abraçada por uma imponente encosta rochosa que lhe dá um ar quase selvagem. No cimo da praia, encontras um forte que te permite contemplar mais uma paisagem de perder de vista… quilómetros e quilómetros de praia.

paimogo portugal
paimogo portugal

O jantar foi novamente em Peniche, desta vez no restaurante Abrigo do Pescador.

Não posso deixar de destacar o Java House, um bar para beber um copo depois do jantar. Boa música, ótimo ambiente, funcionários simpáticos, tudo de bom!

5º dia: Foz do Arelho e Nazaré

A descoberta da região do Oeste estava a chegar ao fim, mas ainda houve tempo de conhecer a Foz do Arelho e a Nazaré.

A Foz do Arelho foi a minha primeira paragem deste último dia. A praia é considerada uma das maiores lagoas da Europa e sua paisagem é deslumbrante, muito por causa do seu espelho de água.

A Foz do Arelho permite-te escolher entre dois tipos de praia muito diferentes. De um lado encontras a lagoa, um lugar de grande beleza, ideal para as crianças, devido às águas tranquilas, e para a prática de windsurf, beneficiando do vento que normalmente se faz sentir.

Do outro lado, a praia aberta ao mar, sem grandes correntes que te oferece ótimas condições para a prática de surf.

A viagem seguiu até à Nazaré, onde comecei por almoçar no restaurante A Tasquinha.

Depois do almoço, dei uma volta junto à praia e não posso deixar de destacar as peixeiras com as suas sete saias ou o peixe a secar na praia.

A Nazaré está dividida entre a Nazaré de baixo e a Nazaré de cima, nesta última, a vista sobre a cidade e a praia é maravilhosa. Podes subir de funicular até à Nazaré de cima e deixar-te levar pela paisagem. A visita não fica completa sem dares uma volta pelas ruas estreitas e coloridas da cidade.

ruas-da-nazare
ruas-nazare-portugal

E assim termina o meu roteiro de cinco dias pela região do Oeste! Mas antes de finalizar este post, deixo-te abaixo o que mais gostei e o que menos gostei nesta região.

O que mais gostei:

  • O azul do céu: é diferente, é mais azul, mais claro e mais aberto;
  • A luz da região: tal como o azul do céu, a região tem uma luz mais aberta e é tudo mais claro e mais bonito;
  • As praias com areais muito extensos;
  • Os longos quilómetros de estrada quase sem carros;
  • A calma e serenidade que se vive em toda a região;
  • A gastronomia ligada ao mar.

O que menos gostei:

  • O atendimento nos restaurantes: os funcionários estão sempre com muita pressa e são pouco simpáticos.
Já estás a pensar na próxima viagem?

Quando viajamos, aproveitamos sempre as melhores ofertas da Booking.com. É o nosso site preferido para encontrar os melhores preços! Não deixes fugir as promoções e faz a tua reserva através do nosso link. Dessa forma, estás também a dar-nos uma ajuda. Obrigada!


Gostaste deste post? Adiciona-o no Pinterest!

Artigos criados 74

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos relacionados

Digite acima o seu termo de pesquisa e prima Enter para pesquisar. Prima ESC para cancelar.

Voltar ao topo
%d bloggers like this: