Serra da Estrela: roteiro de 2 e 3 dias

Queres ir até à Serra da Estrela mas não sabes exatamente o que visitar? Pois bem, neste post propomos-te um roteiro de 2 e 3 dias pela montanha mais alta de Portugal.

Até planearmos a viagem à Serra da Estrela, pouco conhecíamos da região e a primeira coisa que nos vinha à ideia era a Torre. Contudo, após alguma pesquisa, percebemos que esta região é rica e, que nesta viagem íamos conhecer locais com paisagens de filme! Aldeias históricas, vales sem fim, bosques, montanhas imponentes, miradouros com vistas de cortar o fôlego, lagos e lagoas, cascatas, praias fluviais, trilhos e boa gastronomia… tudo isto a Serra da Estrela tem para oferecer.

roteiro-serra-da-estrela-2
serra-da-estrela-roteiro

Quando ir

A Serra da Estrela pode e deve ser visitada em qualquer estação do ano. Nós fomos no inverno e perdemo-nos de amor pela serra coberta de branco. Associada à neve, está a prática de desportos de inverno que, em Portugal, só podes praticar na Serra da Estrela.

A primavera e o outono são estações com temperaturas mais amenas que convidam a longos passeios pela serra toda colorida.

No verão, o calor aperta na Serra da Estrela, mas ao longo de toda a serra tens muitas cascatas, lagos, lagoas e praias fluviais para te refrescares. Quem sabe até fazeres um pic nic numa sombra refrescante!

Onde ficar

A escolha do local para ficares alojado depende um pouco do que pretendes visitar. Se optares pelo roteiro de 3 dias, aconselhamos ficares alojados em locais diferentes e assim poupas tempo nas deslocações. No nosso roteiro, ficamos alojadas no HotelSolneve na Covilhã e na Casa Lagar da Alagoa nos arredores de Manteigas.

Contudo, há outros locais ao longo de toda a serra que podes considerar para ficar alojado, são eles: Gouveia, Sabugueiro, Penhas da Saúde e Seia.

Roteiro de 3 dias

O nosso roteiro de 3 dias começa em Linhares da Beira (Celorico da Beira) e termina no Vale do Rossim (Gouveia). Uma vez que o nosso roteiro foi feito no inverno, consideramos o facto de anoitecer cedo e os dias serem curtos. No primeiro dia acabamos por percorrer a serra já com noite cerrada. Tivemos uma má experiência pois estava muito nevoeiro e a visibilidade era muito reduzida, por isso não aconselhamos que conduzas de noite pela serra.

Se optares por fazer este roteiro no verão podes adicionar alguns locais (que sugerimos ao longo do roteiro) ou fazer paragens espontâneas pelo trajeto. É importante referir que o roteiro só é possível ser feito em viatura própria e que consideramos cerca de 250km no primeiro e no último dia desde e para a nossa localidade.

1º dia: Linhares da Beira – Seia – Loriga – Covilhã

Linhares da Beira é uma aldeia medieval que remonta ao século XII, que integra a lista das Aldeias Históricas de Portugal. O castelo é o principal cartão de visita, mas não percas a oportunidade de percorrer as ruas e ruelas desta aldeia museu.

castelo-de-linhares-da-beira
castelo-linhares-da-beira-2
castelo-linhares-da-beira
castelo-linhares-da-beira-paisagem
ruas-de-linhares-da-beira
ruas-de-linhares-da-beira-aldeia-historica

A pouco quilómetros de Linhares da Beira, encontras a aldeia de Folgosinho. Caso tenhas um tempo extra aconselhamos que a visites. Folgosinho possui um castelo e ruas verdadeiramente encantadoras cheias de azulejos com dizeres populares. A aldeia está repleta de lendas, sendo a mais ouvida, que foi em Folgosinho que nasceu o guerreiro Viriato.

Terminada a visita a Linhares, a próxima paragem é a cidade de Seia. Em Seia, podes passear pelo centro histórico e visitar várias lojinhas com produtos locais, nomeadamente, os tão famosos queijos e presuntos da serra. Uma vez que estás em Seia, o Museu do Pão é de visita obrigatória e uma boa opção para almoçar.

museu-do-pao-seia-serra-da-estrela
museu-do-pao-seia-serra-da-estrela-1
seia-museu-do-pao-serra-da-estrela

A entrada no museu tem o custo de 5,00 € para adultos e 3,00 € para crianças. A visita ao museu é uma verdadeira viagem ao mundo do pão e inclui a visita a diversas salas, tendo inclusive uma sala dedicada às crianças. Para além das salas de exposições, do museu fazem parte um restaurante, um bar e uma mercearia.

museu-do-pao-seia-1
museu-do-pao-seia

No caminho para a Covilhã, é obrigatória a paragem em Loriga. Toda a aldeia é bonita e acolhedora, sendo até apelidada de “Suiça Portuguesa” por se localizar entre montanhas. O ex-libris de Loriga é a praia fluvial que é um verdadeiro encanto.

praia-fluvial-loriga-serra-da-estrela

Seguimos pela serra até à Covilhã para nos aquecermos e desfrutarmos de uma refeição quentinha. Como as temperaturas estavam bastante baixas, optamos por jantar no restaurante do hotel.

No trajeto de Loriga até à Covilhã, há mais duas aldeias com praias fluviais que merecem a tua visita, Paul e Unhais da Serra. Por isso, já sabes, se tiveres tempo extra ou até mesmo se fizeres este roteiro no verão faz uma paragem nestas aldeias. Na chegada à Covilhã podes também visitar a cidade e nomeadamente, subir ao Miradouro das Portas do Sol.

2º dia: Covilhã – Penhas da Saúde – Lago do Viriato – Vale Glaciar do Zêzere – Manteigas – Poço do Inferno – Manteigas

A aldeia de Penhas da Saúde é a primeira paragem do 2º dia. Esta aldeia está localizada a poucos quilómetros da Covilhã, a uma altitude de 1500m. Em dias de neve, fica toda branquinha e tem vários espaços para te divertires na neve, bem como para tirar algumas fotografias.

penhas-da-saude-serra-da-estrela
penhas-da-saude-roteiro-serra-da-estrela-2
penhas-da-saude-roteiro-serra-da-estrela
penhas-da-saude-roteiro-serra-da-estrela-2

A escassos metros, encontras o Lago do Viriato que também merece uma paragem para desfrutares da sua beleza.

lago-do-viriato-roteiro-serra-da-estrela
lago-do-viriato-roteiro-serra-da-estrela
lago-do-viriato-roteiro-serra-da-estrela

Terminada a visita ao Lago do Viriato, segues em direção a Manteigas e todo o percurso é digno de contemplação. É quase impensável fazeres a viagem sem parares para ver melhor a paisagem e, ao longo do percurso, tens pequenos locais onde podes ir parando. Esta viagem será feita lado a lado com o Vale Glaciar do Zêzere. O vale é lindo com altos e baixos, pequenos riachos e uma paisagem de ficar sem ar!

vale-glaciar-do-zezere-roteiro-serra-da-estrela

Chegando a Manteigas, podes aproveitar para almoçar. Contudo, aconselhamos que faças reserva de mesa pois, dependendo da altura do ano, os restaurantes estão cheios. Nós acabamos por almoçar nos arredores de Manteigas, na localidade de Vale de Amoreira, no Café Ideal. O restaurante assemelha-se a um tasco e tem pratos mais comuns e outras mais tradicionais, como Chanfana ou Peixinhos do Rio.

Após o almoço, subimos até uma das cascatas mais bonitas da Serra da Estrela, a cascata do Poço do Inferno com uma queda de água de 10m. Aconselhamos que estaciones o carro no parque antes da cascata, a estrada continua mas não tem saída e terás que voltar para trás. Quando chegares à cascata caminha ao longo da estrada, pois a poucos metros vais ter mais uma vista incrível sobre a serra.

poco-do-inferno-serra-da-estrela-roteiro-2
poco-do-inferno-serra-da-estrela-roteiro-2
poco-do-inferno-serra-da-estrela-roteiro-2
poco-do-inferno-serra-da-estrela-roteiro-2

É a hora de regressar a Manteigas e dar uma volta pelo centro histórico da cidade e quem sabe aproveitares as lojas para comprar mais alguns produtos locais. Para jantar aconselhamos o Restaurante Berne. Nós optamos pelo Arroz de Gambas e estava delicioso.

Se tiveres tempo extra, neste dia podes ir até às Penhas Douradas, uma estância que se localiza a escassos quilómetros de manteigas.

3º dia: Manteigas – Covão d’ Ametade – Torre – Sabugueiro – Vale do Rossim

O 3º dia começa num bosque lindo, o Covão d’ Ametade. O ideal é ires cedo porque o local tem pouco estacionamento e é muito procurado. Não precisas de madrugar, nós chegamos por volta das 10h30/11h00 e conseguimos estacionar tranquilamente. O local é muito bonito, as fotos que partilhamos abaixo falam por si. Tem um rio, tem vários fornos, clareiras com neve… foi um dos locais que mais gostamos!

covao-da-ametade-serra-da-estrela-roteiro-1
covao-da-ametade-serra-da-estrela-roteiro-1

Continuamos a subir a montanha e fomos visitar a Torre. Confessamos que não adoramos a Torre, estava muito nevoeiro, muito vento e muito frio. Não conseguimos desfrutar nada! Contudo, aconselhamos a subida à Torre, afinal é o ponto mais alto de Portugal continental e, se tiveres sorte de estar um dia com céu azul as vistas são incríveis.

torre-serra-da-estrela-roteiro

Na descida da Torre para o Sabugueiro, encontras um lago do lado esquerdo. Este lago encantou-nos, estava rodeado de neve e foi mais um local com uma paisagem muito bonita.

roteiro-serra-da-estrela-portugal
roteiro-serra-da-estrela-portugal

O Sabugueiro foi o local escolhido para almoçar, no restaurante O Martins. Mais uma vez aconselhamos que faças reserva porque os restaurantes estavam lotados. No final do almoço, demos uma volta pela aldeia e no final partimos em direção à praia fluvial mais alta de Portugal, o Vale do Rossim.

sabugueiro-serra-da-estrela-roteiro-2
sabugueiro-serra-da-estrela-roteiro-2

No caminho até ao Vale do Rossim, encontramos um lugar mágico com árvores enormes cobertas de neve.

roteiro-serra-da-estrela-4
roteiro-serra-da-estrela-4

Quando chegamos ao Vale do Rossim, ficamos mais uma vez maravilhadas pela paisagem do local. Aqui também podes praticar alguns desportos de neve de forma improvisada.

vale-do-rossim-serra-da-estrela-roteiro
vale-do-rossim-roteiro-serra-da-estrela
vale-do-rossim-roteiro-serra-da-estrela-3
vale-do-rossim-roteiro-serra-da-estrela-2

E desta forma o nosso roteiro chegou ao fim. Contudo, na descida da serra ainda fomos brindadas com inúmeras paisagens que são verdadeiros postais.

Roteiro de 2 dias

Caso optes por fazer uma viagem de apenas 2 dias, sugerimos-te o roteiro abaixo. A descrição dos locais está no roteiro acima.

1º dia: Penhas da Saúde – Lago do Viriato – Vale Glaciar do Zêzere – Poço do Inferno – Manteigas
2º dia: Manteigas – Covão d’ Ametade – Torre – Sabugueiro – Vale do Rossim

Gostaste deste post? Adiciona-o no Pinterest!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos relacionados

Digite acima o seu termo de pesquisa e prima Enter para pesquisar. Prima ESC para cancelar.

Voltar ao topo
%d bloggers like this: